Jogar e Aprender! Quest to Learn um exemplo de escola baseada em jogos

Acreditamos que o processo de aprendizagem pode ser prazeroso e divertido! Os jogos são ferramentas muito potentes para dinamizar esse processo.

O ato de jogar requer dos participantes o uso do pensamento sistêmico e a colaboração ativa, elementos fundamentais para o processo de aprendizagem e desenvolvimento de novas habilidades.

Os jogos são capazes de abordar questões do mundo real através da criação de um ambiente lúdico, mesmo que em proporções menores,  e podem ter como objetivo:

    • Desenvolver novas habilidades e competências acadêmicas;
    • Fomentar o pensamento crítico dentro e fora da sala de aula;
    • Promover novos conhecimentos teóricos e práticos;
    • Estimular a criatividade e imaginação;
    • Incentivar a liderança e a colaboração.

Em Nova York, no ano de 2009, uma escola diferente abriu as portas. Quest to Learn ou Q2L (veja o link) é uma escola pública experimental para estudantes entre o sexto ano do ensino fundamental e a terceira série do ensino médio. É a primeira escola do mundo que tem seu currículo baseado em Jogos.

Sua abertura foi fruto de dois anos de elaboração de currículo e planejamento estratégico, comandados por uma comissão de educadores e criadores profissionais de jogos. É administrada pelo Departamento de Educação de Nova York (en:New York City Department of Education) e em paralelo pelo Institute of Play (en:Institute of Play), encarregado pelo desenvolvimento do currículo e da grade escolar,

Os estudantes não apenas jogam os jogos nas salas de aula,  mas aprendem a fazê-los, a fim de demonstrar os seus sistemas de habilidades de pensamento. Neste processo são desenvolvidos um currículo escolar como em outras escolas, com  matemática, ciências, geografia, inglês, história, línguas estrangeiras, computação e artes em horários diferentes ao longo do dia.

Por exemplo, alunos da nona série da disciplina de Biologia passaram o ano passado como funcionários de uma empresa de biotecnologia. O trabalho neste campo de jogo consistiu em clonar dinossauros e criar ecossistemas estáveis para sua sobrevivência. Assumindo o papel de cientistas de biotecnologia os estudantes aprenderam sobre genética, biologia e ecologia.

Clique aqui para vídeo institucional da escola que mostra como funciona o cotidiano em sala de aula

Aqui no Brasil, a aprendizagem baseada em jogos é uma das tendências que mais devem impactar no cenário educacional a curto prazo (em um ano ou menos). É p que aponta o estudo da Horizon Report – Perspectivas Tecnológicas para o Ensino Fundamental e Médio Brasileiro de 2012 a 2017 (veja o link),divulgado no ano passado, o estudo, realizado pelo Sistema Firjan em parceria com New Media Consortium (NMC).

Você gostaria de participar de uma iniciativa como a Quest to Learn? Conte pra gente : )