como aplicar design thinking ao processo pedagógico

O Design Thinking consiste num jeito de pensar e solucionar problemas. É uma abordagem que vem se tornando popular no mundo todo desde os anos 90. Uma ferramenta versátil que auxilia o levantamento do pontos que precisam de mudança e a promoção de soluções inovadoras e criativas. Esta é uma abordagem interativa centrada nas pessoas e pode ser aplicada em diversas áreas do conhecimento e da vida – afinal problemas podem acontecer em qualquer circunstância, então nada melhor do que uma ferramenta simples, barata e eficaz!

Apesar da flexibilidade de poder ser usado em qualquer situação, não é qualquer coisa que é Design Thinking! A abordagem consiste num processo que envolve pelo menos 5 etapas: Descoberta, Interpretação, Ideação, Experimentação e Evolução.

A empresa norte-americana de design e inovação, IDEO (ver link), localizada em Palo Alto, Califórnia, no vale no Vale do Silício popularizou a abordagem ao aplicá-la e sistematizá-la. Em 2012 organizou um material focado para educação: Design Thinking na Educação (Design Thinking for Educators) que pode ser encontrado numa versão em português no link www.dtparaeducadores.org.br

No ambiente escolar o Design Thinking pode aplicado para desenvolver habilidades em crianças de qualquer idade, em todas as disciplinas. É uma abordagem que se configura como uma potente ferramenta interdisciplinar, funcionando muito bem na intersecção entre diversas disciplinas, agregando professores de diversas áreas e estudantes de diferentes idades. O tipo de atividade promovido pelo Design Thinking se fundamenta no diálogo e na convergência de ideias.

O cotidiano de um ambiente escolar é recheado de diversos desafios tanto de caráter pedagógico quanto infraestrutural. Muitas das questões que aparecem no dia-a-dia são comuns a ambientes educacionais, mas também há muitas questões que são peculiares, ligadas àquela realidade específica. Diante deste cenário o Design Thinking pode auxiliar todos os atores da escola (estudantes, professores, coordenação) na construção de soluções locais, customizadas para os problemas que se encontram naquela situação específica.

Os valores promovidos por essa abordagem são muitos bem vindos em um ambiente escolar! Experimentação, colaboração e empatia, ocorrem ao longo de todo o processo de resolução de problemas. As atividades baseadas nesta atmosfera ampliam o respeito entre os participantes, promove melhoria da capacidade de organização e aumenta o engajamento dos envolvidos no processo.

As 5 Etapas do Design Thinking segundo IDEO

Cabe lembrar que as etapas devem ser experimentadas e recombinadas de acordo com o seu desafio. Não se trata de uma receita de bolo, estude o passo a passo mas não fique preso a ele : )

Lembramos também que os capítulos da publicação Design Thinking na Educação pode ser encontrado no link www.dtparaeducadores.org.br

1) Descobertaveja o link

2) Interpretaçãoveja o link

3) Ideaçãoveja o link

4) Experimentaçãoveja o link

5) Evoluçãoveja o link

Você tem interesse em aplicar essa abordagem na sua escola?

O Design Thinking é uma ferramenta potente que modifica a experiência de aprendizado!

Experimente e conte pra gente!